3 perguntas que te ajudarão a modelar sua estratégia de treinamento e desenvolvimento

Imagine que você tem em sua empresa uma equipe de TI e deseja investir em treinamento e desenvolvimento (T&D). Assim que começa a estruturar o seu planejamento e orçamento, logo pensa em contratar treinamentos que tragam reforços em excelentes diferentes linguagens de programação (talvez C ou Java) ou ainda arquitetura de redes, estrutura de dados e cabeamento.

Isso tudo faz muito sentido e é claro que ter maestria técnica é essencial na área dos mercados exponenciais, especialmente em tecnologia. Agora, te convido a fazer uma análise: quando você pensa em profundidade nos 5 principais desafios da sua equipe, quantos deles são causados por falhas comportamentais e não por falhas técnicas?

É comum que empreendedores em geral, mesmo identificando enormes demandas internas por desenvolvimento de competências humanas em geral, como, relacionamento gestão e liderança em seus colaboradores acaba em investindo mais em treinamentos técnicos do que nos do desenvolvimento comportamental.
Isso acontece, dentre outros fatores , pois é muito mais fácil mensurar os resultados do segundo tipo e isso acaba gerando mais segurança no momento de decidir como alocar os recursos em investimentos. Porém, é importante notar que esta tendência de desequilíbrio está mudando entre os gestores vanguardistas que já compreenderam que a expertise técnica da sua equipe fica muito prejudicada quando não se pode contar com colaboradores maduros emocionalmente, que saibam representar a cultura da empresa e que tem suas competências comportamentais bem desenvolvidas e integradas aos objetivos da organização.
Um clichê verdadeiro é aquele que diz que “empresas são feitas por pessoas e para pessoas“. Os colaboradores de organizações modernas tem que entender de gente e isso engloba entender de si mesmo e dos outros indivíduos e obviamente estes são conteúdos não englobados por conhecimentos técnicos. É importante refletir sobre a dosagem dos tipos de treinamento.

Faça as seguintes perguntas para si mesmo:
1 – Os desafios da minha equipe são técnicos ou comportamentais?
2 -Direciono meu saco de maneira apropriada às causas meus desafios?
3 -Entendo a importância das habilidades humanas para os resultados da minha empresa.

Oferecer treinamento técnico avançado para colaboradores que ainda estão se sentindo desafiados e com dificuldades profundas em comportamentos básicos, torna este tipo de política de treinamento incoerente e com tendência à ineficácia oposto a importância fundamental da nossa reflexão.
Com calma e planejamento é possível chegar na proporção adequada dos tipos de treinamento fazendo com que a aceleração conjunta de habilidades técnicas e não técnicas crie valor estratégico na curva de aprendizado da sua empresa e consequentemente, mais resultados.

Saiba mais sobre a metodologia Educadoo em nosso site: www.educadoo.com.br

Share This:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*